domingo, 17 de maio de 2015

a não esquecer


 Depois, depois do Rappaport e de From the Journals of Jean Seberg, lembrei-me de que antes, sobre ela, ainda houve este. Les hautes solitudes (1974), de Philippe Garrel. 

2 comentários:

  1. Belo filme.

    Já agora, se tiveres oportunidade visita o meu espaço que tem uma nova imagem:
    http://cinemaschallenge.blogspot.pt/

    : )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. belo filme indeed.

      Passarei por lá, não só pela imagem (:

      Eliminar