segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

há muitas maneiras de matar

Mas eis que a imagem do sofrimento nasce das suas próprias mãos em frente do homem que ele próprio matou. Porque se virarmos a cara ao sofrimento, a vaidade da felicidade perfeita nos levará à monstruosidade e ao crime. Há muitas maneiras de matar. É no sofrimento que o escultor vê aparecer a imagem que ele procurara em vão na manhã e nos campos. A imagem que, para além de todo o erro e pecado, está inscrita na pessoa humana. 

disse-o Sophia, a propósito d' O Cristo Cigano. 

Sem comentários:

Enviar um comentário