sexta-feira, 19 de setembro de 2014

(im)permanência

Aquele homem transformara-se, algures no tempo, numa espécie de objecto mitificado; nem ela mesma - ou ela fundamentalmente - saberia agora dizer da sua real existência, ainda que o visse de forma evidente

Sem comentários:

Enviar um comentário