quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

oh Philip

 
Insensivelmente contraíra o mais delicioso hábito do mundo, o hábito da leitura: ignorava que construira assim um refúgio para as amarguras da vida; ignorava também que criava um mundo irreal que transformaria o mundo real quotidiano numa fonte de cruéis decepções.
 
Somerset  Maugham, Servidão Humana, p. 31.
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário